| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Jornal "O ROMANO"
Desde: 24/08/2013      Publicadas: 37      Atualização: 24/02/2016

Capa |  Coluna " Vida Saudável"  |  Coluna Literária - LEO VIEIRA  |  Culinária  |  Destaque  |  Eventos  |  Grande Destaque  |  Personalidades  |  Reflexão com Regina Mazepa


 Coluna Literária - LEO VIEIRA
  23/01/2014
  0 comentário(s)


A Emoção e Linguagem dos Livros Infantis
Desenvolver e escrever um livro infantil é um grande desafio para qualquer escritor. Isso porque antes de tudo, ele precisa analisar diversos fatores antes de se conscientizar se o enredo é conveniente para tal formato e assim adaptá-lo com qualidade, explorando a linguagem mais adequada.
A Emoção e Linguagem dos Livros InfantisJornal O Romano,
23 de Janeiro de 2014 - 13h41

Coluna Literária - LEO VIERA

A Emoção e Linguagem dos Livros Infantis

Desenvolver e escrever um livro infantil é um grande desafio para qualquer escritor. Isso porque antes de tudo, ele precisa analisar diversos fatores antes de se conscientizar se o enredo é conveniente para tal formato e assim adaptá-lo com qualidade, explorando a linguagem mais adequada.
A grande responsabilidade na tarefa de escrever para crianças é que o autor precisa desenvolver a imaginação e criatividade delas através da leitura. É uma atividade tão gratificante quanto competitiva.
Não se necessita de altas pesquisas para poder compor um bom livro infantil. O principal é que o escritor se situe em que faixa etária ele apresentará a sua obra, utilizando a linguagem mais específica.
Para poder se acostumar e familiarizar, o escritor precisa antes fazer uma pesquisa básica nas livrarias e bibliotecas sobre os livros infantis mais populares. Analise as suas linguagens e tente passar uma história própria no formato e linguagem desses livros. Quanto mais se aprofundar na análise do mercado, melhor.
O bom também é aprender ao máximo a diferenciar a faixa etária de cada obra. Se souber identificar de início, ficará mais preparado para quando for escrever.
Observe as crianças, as suas forma de se expressarem, de aprendizado e ótica do mundo. Se tiver oportunidade, leia para crianças de orfanato, creche ou igreja e observe se elas ficam atentas ou entediadas.


Compreendendo as faixas etárias de um livro infantil:
Até 3 ou 4 anos: Nesta fase, a criança ainda não sabe ler; no máximo, reconhecerá as letras do título da obra e associará a história com as figuras. Os livros geralmente tem o tamanho de 21x21 cm e são ricamente ilustrados, entre 8 e 12 páginas, com parágrafos curtos por página. Os enredos são focados em formas, números e cores, com mecanismos, texturas e outros componentes para entreter a criança pequena. Outros formatos são em borracha, para acompanhar na piscina e em tecido, para decorar a cama e acompanhar no sono.

5 e 6 anos: Nesta fase, as crianças já sabem ler e ficam orgulhosas ao ler e compreender um livro sozinhas. Neste caso, as obras continuam com o formato de 21x21 cm e com muitas ilustrações, porém as letras podem ser reduzidas e as páginas podem ir até 32 de numeração. Os personagens podem ter as características mais construídas e as emoções e conflitos devem ser semelhantes às das crianças, para causar mais identificação e entrosamento.

7 e 8 anos: A criança está mais familiarizada com a leitura e quer se parecer com os pais leitores. Para essa faixa etária, os livros podem começar a reduzir de tamanho, com mais páginas (30 à 40 páginas) e também com ilustrações menores e em preto e branco (somente a capa colorida e em um traço menos infatil). As histórias podem ser maiores e ganhar capítulos curtos, com diálogos e ação.

8 a 10 anos: Os livros para essa faixa etária começam a ganhar aspecto de literatura adolescente. Para esse grupo, pode-se aumentar as páginas para até 60, reduzir mais o tamanho do livro, dividir a história em mais capítulos curtos, e manter as ilustrações em preto e branco apenas no fim de cada capítulo.

10 a 12 anos: Para os pré-adolescentes, as histórias precisam ficar mais complexas, reforçando no conteúdo e humor. Pode-se explorar sub-enredos paralelos e também abordar aspectos mais sofisticados, de história, suspense e até mistérios da ciência. O formato geralmente é 14x21 cm e somente a capa e contracapa têm ilustrações. A paginação não pode passar de 100.

Para as crianças acima de 12 anos, o aspecto pode ser semelhante ao do livro de 10 à 12 anos, mas com uma paginação um pouco maior e com capa mais colorida e com menos desenhos. Os melhores temas são os que abordam questões e problemas típicos de adolescentes e jovens. Portanto personagens com esses aspectos ganham muito espaço e identificação por elas. Dessa fase, já se pula para a ficção normal, onde os adolescentes já aproveitam e aprendem rapidamente.
Agora é só observar qual delas a sua história se enquadra e escrever.

fonte da imagem:
http://3.bp.blogspot.com/_zxot4JLr0Fc/Se5JSsCQJeI/AAAAAAAAANc/c3YQI8IMrxQ/s400/dia%2Bdo%2Blivro.bmp


Da Redação do Jornal " O Romano"
Colaborador : Escritor Leo Viera.

IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII



  Mais notícias da seção Coluna Literária - LEO VIEIRA no caderno Coluna Literária - LEO VIEIRA
05/02/2014 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - Como agir em uma palestra literária
Então a sua escola, faculdade ou livraria preferida irá receber um escritor para uma palestra com a turma? Isso é maravilhoso! São poucos os escritores que se dedicam para pequenos eventos literários e a melhor forma é exatamente conhecer de perto, tanto para o escritor quanto para o leitor....
09/01/2014 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - A Melhor Narrativa
Para fazer uma boa construção de sua obra, seja ela acadêmica ou romancista, é muito importante saber apresentar seu conhecimento através das palavras adequadas. Cuidado para não usar um conteúdo muito extenso ou rebuscado, tornando a leitura enfadonha e cansativa. A leitura deve ser suave e prática, trazendo bom entendimento e compreensão para o ...
18/12/2013 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - O Escritor Colunista
A principal característica de um escritor é o óbvio, que é ESCREVER. Um escritor deve saber se expressar muito bem através das palavras e assim, desenvolver os seus estudos e criações através das palavras, formulando bons textos acadêmicos e culturais para servir de modelo e exemplo para todos....
27/11/2013 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - Desenvolvendo a História Quando a Ideia Trava
É muito comum o "vácuo nas ideias" surgir em algum momento, seja com quem for. O escritor ficava horas encarando o papel vazio na máquina de escrever e hoje continua assim, encarando a tela branca do Word. Vamos falar um pouco sobre prática....
20/11/2013 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - Criando uma Biblioteca Comunitária
A principal meta de um escritor é se tornar reconhecido como escritor.O principal argumento que possa alegar o ofício do escritor são os seus livrospublicados.Para que um escritor tenha muitos livros publicados, é conveniente que ele tenha livros vendidos.Para que um escritor venda muitos livros, é necessário que ele seja um escritormilitante....
08/11/2013 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - Cuidando de sua Biblioteca
É muito importante desde cedo aprender a cuidar de seu acervo pessoal. Todos nós devemos ter o espaço pessoal para armazenar nossos livros. O ideal seria um cômodo próprio para as estantes, com uma poltrona ou puff (para as várias horas de leitura) e uma escrivaninha (para o caso das anotações)....
17/10/2013 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - COMO DESENVOLVER PERSONAGENS INFANTIS
Uma das grandes tarefas do escritor sem dúvida é saber manipular e desenvolver o rumo de cada personagem. Em toda obra, se identifica o perfil do escritor através de sua narrativa. Porém um outro detalhe deixa a sua obra mais especial quando ele sabe dosar muito bem a diferença em apresentar o comportamento de cada personagem. Principalmente quando...
09/10/2013 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - REINVENTANDO LITERATURA FANTÁSTICA
Ultimamente, na Literatura e nos cinemas (onde é muito mais evidente) a literatura fantástica está tomando espaço no reinvento de remake de muitos enredos do passado....
26/09/2013 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - Lançamento de Livro - Leo Vieira
Não se precisa de muito requinte na hora de lançar o seu tão sonhado, planejado e querido livro. Muitos pensam em festas faraônicas, com aspecto de cerimônia finíssima, mas um lançamento de livro pode ser prático e agradável a todos, com grandes resultados....
19/09/2013 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - CRIANDO CAPA DE LIVRO
A função da capa é fazer uma breve abordagem visual ao leitor, que ficará atraído com o título. A capa é a primeira coisa a chamar a atenção, seguida pelo título e sinopse. ...
12/09/2013 - Coluna Literária - LEO VIEIRA - QUE TÍTULO DAREI AO MEU LIVRO ?
O que fazer quando a sua ideia está bem elaborada, virou um bom texto, porém o título provisório ainda não fechou bem com toda a obra? Isso não acontece somente com nós, mas também com muitos escritores conhecidos....



Capa |  Coluna " Vida Saudável"  |  Coluna Literária - LEO VIEIRA  |  Culinária  |  Destaque  |  Eventos  |  Grande Destaque  |  Personalidades  |  Reflexão com Regina Mazepa
Busca em

  
37 Notícias